Blog

Câncer do colo do Útero

O câncer do colo do útero ocupa o segundo lugar entre os cânceres da mulher , mesmo em países desenvolvidos. No Brasil é a neoplasia maligna mais freqüente do trato genital feminino e representa a segunda causa de morte por câncer de mulher sendo superado apenas pelo o câncer de mama. A incidência do câncer de mama. A incidência do Câncer de colo do útero varia de 5 a 422 por 1000.000 mulheres/ano. As menores incidência são encontradas na América do Norte, Austrália e Israel. As maiores incidência são encontradas na África, América do Sul e Ásia. È mais freqüente nas mulheres negras. Estudos científicos mostram que vários fatores contribuem para aumentar o risco de se desenvolver câncer de colo de útero, sendo os mais importantes, o início precoce da atividade sexual, multiplicidade de parceiros, grande o número de partos, antecedente de doenças sexualmente transmissíveis, hábitos de fumar, alcoolismo e infecção por vírus, especialmente o HIV. Por sorte das mulheres a prevenção funciona e muito bem em relação ao câncer de colo do útero, mais do que para qualquer outro tipo de câncer.

No dia-a-dia do nosso trabalho verificamos que todas as vezes que examinamos clientes e encontramos lesões fortemente suspeitas de câncer de colo do útero constatamos que se trata de mulheres que não fazem consulta ginecológica há vários anos. Por outro lado à mulher que vai regulamente ao ginecologista, dificilmente terá câncer de colo do útero, e se tiver, com certeza, será descoberto em sua fase muito inicial onde o tratamento em tempo hábil conseguirá a cura total.

Portanto é muito importante a prevenção. A visita ao seu ginecologista anualmente, mesmo que a mulher não sinta nada, ou intervalos menores se houver necessidades, como o caso de aparecimento de corrimentos, feridas, coceiras, sangramentos anormais, etc.; é um passo importante para tentar evitar o aparecimento do câncer. O ginecologista ao examinar a cliente, verificará ou não a existência de feridas, nódulos ou quaisquer alterações nos órgãos ginecológicos, e colherá, no colo do útero, material para exame de citologia oncótica (Papanicolau). Se necessário o ginecologista indicará outros procedimentos, como colposcopia, bíopsia, por exemplo. È importante salientar que o exame de prevenção não visa diagnosticar o câncer. No caso de aparecerem estas alterações ou anormalidades, o tratamento sra indicado (medicamentos, cauterizações, cirurgias,conforme ocaso) e na grande maioria das vezes se consegue a cura total, afastando-se o fantasma do câncer.

Evitar, prevenir o câncer de colo do útero, depende, de você, mulher.

Artigo redigido pela equipe do Grupo de Saúde Lapecco.

Você também pode se interessar por...

Topo